quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Política x Politicagem

Em época de eleições o que mais incomoda os cidadãos é a tal da política. Mas eu digo que a política é a melhor coisa do mundo, o que realmente me deixa em estado de nervos é a politicagem.
E qual a diferença entre uma coisa e outra?
Política é a parte das ciências sociais que estuda a organização dos Estados, ou seja, o que faz tudo funcionar em uma sociedade democrática, como a nossa. E ainda mais, em regimes como nosso, onde podemos escolher quem poderá exercer a função de criar, aprovar e fiscalizar as leis, a política é o que os cidadãos fazem em relação aos assuntos públicos, com seu voto ou com sua militância. Ou seja, exercendo o voto com CONSCIÊNCIA, elegendo os melhores representantes da comunidade, é assim que estaremos fazendo política.
Já politicagem... Politicagem é o inverso. É onde se origina a corrupção, é o voto comprado, é o voto vendido. É ai que nasce a idéia de desvio de dinheiro, de oferecer favores a alguns enquanto a maioria passa fome, passa frio. Politicagem é o que ocorre debaixo dos panos, às escondidas.
Politicagem é a manipulação das instituições, é utilizá-las para que sirvam a objetivos corporativos ou das empresas e pessoais, que faz uso totalmente indevido do que é fruto do suor do rosto do cidadão.
Então, dessa vez, vamos fazer política, vamos usar o voto como arma e armados vamos para luta. Lutar por um bairro melhor, por uma cidade melhor, um estado melhor, um país melhor. É só pelo voto que podemos tirar a politicagem da política.
Analise as propostas, a história dos candidatos, isso também faz diferença. Não acredite em milagres e nem num sorriso bonito. 
Bonito mesmo é exercer o nosso direito para defender o direito de todos.



domingo, 29 de julho de 2012

Monte Sua Horta

Vai ser de muita utilidade esse infográfico, vou usá-lo na minha futura residência, em breve!
#Supermanual Saiba como montar a sua horta http://t.co/mrmkJ6Bp -- Superinteressante (@revistasuper)

sábado, 28 de julho de 2012

As Crônicas Saxônicas

O autor dessa série é apaixonado pela história da Inglaterra, o que se reflete em romances que retratam conflitos ocorridos em território inglês, entre eles dou essa singela sugestão: As Crônicas Saxônicas.
O personagem Uhtred é um inglês do século IX, que quando pequeno, foi sequestrado e criado por vikings dinamarqueses após a morte de seu pai, eles lhe deram tudo que precisava para se tornar um grande guerreiro. De volta a Inglaterra, acaba se unindo ao rei Alfredo para tentar recuperar a sua terra.
A série tem até agora cinco livros publicados no Brasil: O Último Reino, que conta como ele foi capturado e se tornou guerreiro, em 2006, O Cavaleiro da Morte, que conta como ele chegou ao rei Alfredo, em 2007,Os Senhores do Norte, que conta a sua vingança contra seus inimigos do passado,  em 2007 (que foi até onde li) e A Canção da Espada,  publicado em 2007 na Inglaterra e lançado em 2008 no Brasil, e Terra em Chamas, em 2010 (no Brasil). Bernard Cornwell ainda não sabe quantos volumes a série irá possuir, mas este não é o último.
Pra quem gosta de guerras medievais e batalhas de espadas, está garantido nas aventuras de Uhtred. E pra quem gosta de um pouco de história também, muito recomendado!

sexta-feira, 27 de julho de 2012

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Leitura

E pra começar a recomeçar vou falar de livros, que além de enriquecer nosso vocabulário, enriquece também a imaginação.
A saga das Crônicas de Gelo e Fogo é a queridinha. O último volume pronto da série acabou de ser publicado no Brasil pela editora Leya, com erro de edição, faltando um capítulo inteiro. Mas a editora já recolheu todos os exemplares dos pontos de venda e está redistribuindo a edição corrigida. Enfim, esse volume eu ainda não adquiri e a continuação da saga a partir de Fúria é de tirar o fôlego.
O autor, George Martin, nos envolve em sua trama de uma forma que não tem escapatória, ficamos vidrados com os acontecimentos e com os personagens que as mais de 400 páginas é um mero detalhe.
Em Tormenta de Espadas, o terceiro volume da série, os personagens dão um salto de maturidade, o envolvimentro entre os personagens começa a ficar mais complexo e o que os leitores esperavam começa a acontecer: as vinganças.
No volume quatro, Festim dos Corvos, podemos conhecer novos personagens e, um pouco mais profundamente, a cabeça daqueles que já estamos acostumados. Alguns até se redimem, enquanto outros só pioram sua reputação. Vemos um pouco de intriga e manipulação política, o que nos deixa com mais sede de desvendar os segredos escondidos na mente desse autor brilhante.
Depois do Festim o que vem é o Dança dos Dragões, que foi publicado com um capítulo a menos. Esse eu ainda não tenho, mas estou ansiosa por tê-lo, a nova edição sai em Agosto e já está em pré-venda.
Nos próximos posts vai ter um pouco de Crônicas Saxônicas.


Voltei, De Novo

E mais uma vez re-re-iniciamos as postagens nesse blog, que vira e mexe, é abandonado por esta que vos fala. Mas, eu confesso, faz uma falta exteriorizar minha humilde opinião sobre os fatos da vida real e surreal, coisas engraçadas, politicamente corretas ou incorretas. Enfim, vamos tentar de novo atualizá-lo com mais frequência.

Teste

Post enviado do telefone móvel.

sábado, 3 de setembro de 2011

Leitura - Livro 2 - A Fúria dos Reis

Fúria dos Reis, assim como Guerra dos Tronos, me prendeu na leitura do início ao fim. No livro 2 das Crônicas de Gelo e Fogo, o autor George RR Martin insere novos personagens na trama, alguns obscuros e malignos, outros humildes e de boa índole, outros ainda que nos questionar de que lado da história eles estão. Batalhas sangrentas, reviravoltas e novas descobertas também nos deixam presos no mundo das Crônicas. Os personagens evoluem com a experiência que eles adquirem ao desenrolar dos acontecimentos e isso faz com que a leitura fique mais interessante. Mais do que recomendado, CRÔNICAS DE GELO E FOGO - LIVRO 2 - FÚRIAS DOS REIS.

Reflexão

"Não somo iguais...Uns só querem ser famosos eu quero ser mais, e melhor, ás vezes todo esse brilho é reflexo e fruto do meu suor."
Desconhecido - Li no Facebook

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Enquanto Isso no E-mail

Olha que criativo. No Rio de Janeiro, uma rede de venda de legumes, verduras e frutas - HORTIFRUTI, há 2 anos inovou em suas propagandas, criando uma série baseada em títulos de filmes onde os atores principais são os próprios produtos da loja. Os cariocas, ficavam na expectativa da próxima propaganda, que era sempre estampada em um outdoor no Centro do RJ....e o lançamento sempre as segundas-feiras.